quarta-feira, abril 16, 2014

respiração-emoções-clareza-pensamento positivo-BEM ESTAR

Saúde mental

A importância da respiração para o controle das emoções


Respirar ajuda a dominar melhor os sentimentos e conseguir pensar com mais clareza

A importância da respiração para o controle das emoções Diego Vara/Agencia RBS
Tomar consciência da sua respiração fará seu ritmo natural melhorarFoto: Diego Vara / Agencia RBS

Existem situações na vida que parecem que não há pensamento positivo ou otimismo que possam dar jeito. Ansiedade e estresse são sentimentos comuns em nosso tempo que, muitas vezes, acabam atrapalhando o cotidiano. Saber lidar com eles pode fazer toda diferença.
– A vida é um prato cheio para a ansiedade, mas ela só dificulta a solução dos problemas. Só conseguimos avaliar bem uma situação quando estamos calmos, perceber onde realmente podemos agir e o que realmente depende de nós – ressalta a psicóloga Tatiana Facchin.
Uma boa forma para sair do estado de ansiedade está em prestar atenção em algo simples e natural: a respiração. Segundo Tatiana, ela é uma das únicas funções orgânicas que podemos controlar e que colabora para organizar o corpo. Por meio dela, dominamos melhor os sentimentos e conseguimos pensar com mais clareza.
– É um exercício muito simples, que qualquer pessoa pode fazer. Pare e observe: como estou respirando agora? Tomar consciência da sua respiração fará seu ritmo natural melhorar – explica a psiquiatra e professora de meditação Anmol Arora.
A psiquiatra afirma que perceber e exercitar a respiração é uma forma de ficar mais conectado ao presente, menos vinculado ao passado e preocupado com o futuro, além de melhorar a concentração. Ao observar a respiração, a mente se acalma e conseguimos pensar melhor. Olhamos mais para nós mesmos e aproveitamos melhor nosso tempo e nossa energia.
>> Em site especial, leia mais sobre o bem-estar psicológico
– Os exercícios conseguem me deixar mais centrada, dão estabilidade emocional e muito mais tranquilidade para enfrentar os problemas da vida. Sinto que a respiração oxigena meu corpo, relaxa e deixa a mente mais solta – conta.
Os problemas do dia a dia não deixaram de fazer parte da vida de Adriana, mas a forma mais tranquila de encará-los gerou um grande ganho em qualidade de vida.
– Consigo perceber melhor quem eu sou e valorizar aquilo que acontece de bom. Meu senso crítico com as coisas da vida segue o mesmo, mas percebo que estou muito mais tolerante com o mundo de uma forma gera