Pular para o conteúdo principal
MEIO AMBIENTE

Faça sua parte para ajudar o meio ambiente

!

Em casa mesmo!



Cuidar do meio ambiente não precisa ser chato nem tarefa para super-herói. Com pequenas atitudes dentro de casa é possível fazer uma grande diferença para o planeta! E se todo mundo fizer a sua parte, com certeza o mundo vai ser um lugar bem melhor para se viver. Vamos começar?

No banheiro

  • Diminua o tempo no banho. Quer uma boa dica? Programe o MP3 pra tocar três músicas. Quando a terceira acabar, é hora de sair do chuveiro.
  • Para escovar os dentes, use um copo d’água ao enxaguar a boca e não fique com a torneira aberta durante a escovação.
  • Nunca use o vaso sanitário como lixeira.

No quintal

  • Mostre para o pessoal de casa a importância de reciclar o lixo (você já aprendeu isso aqui na Atrevidinha!). Coloque duas lixeiras: uma para o lixo orgânico e outra para os recicláveis.
  • Troque, sempre que possível, o carro pela bicicleta. Além de colaborar com o meio ambiente, você ainda mantém o corpitcho em dia.
  • Na hora de limpar o quintal, vá de vassoura e mantenha a mangueira desligada.
  • Se você tiver pet, use baldes de água na limpeza do espaço dele. Pode ser bem divertido!
  • Convide a vovó e monte uma horta de temperos! Ela não exige muito espaço e pode ser cultivada até em latas vazias. Sem contar que é uma atividade relaxante.

No quarto

  • Durante o dia, abra bem as janelas, deixe a luz natural entrar e evite acender as lâmpadas.
  • Não ligue a tevê, o rádio e o PC ao mesmo tempo, afinal, você só vai prestar atenção em uma coisa de cada vez, né?
  • Sempre que sair do quarto, apague a luz e evite desperdício.
  • Uma vez por ano, faça uma limpeza entre as suas coisas e doe o que não usa mais.
  • Faça bloquinhos de rascunho com o verso de folhas de sulfite já usadas.

Na cozinha

  • Desde quando geladeira dá conselhos? Então, não precisa ficar pensando na vida com a porta aberta. Isso gasta muita energia, sabia?
  • Use o mínimo possível de guardanapos de papel.
  • Ensine a mamãe que lugar de óleo usado não é na pia! Isso pode entupir os canos e, pior,faz muito mal aos rios e aos peixinhos. Separe esse material em garrafas PET ou em vidros e entregue em locais de coleta seletiva.
  • Na hora das compras, leve uma ecobag e evite as sacolinhas plásticas. A decomposição desses saquinhos leva pelo menos 100 anos!
  • Evite o desperdício de alimentos: coloque no prato só o que vai mesmo comer.

Na sala

  • Se ninguém estiver assistindo tevê, desligue-a!
  • Deixe as janelas abertas para o cômodo ventilar naturalmente e evitar a necessidade de ligar o ventilador ou o ar-condicionado. Só faça isso quando for mesmo indispensável.
  • Peça para o papai trocar as pilhas normais pelas recarregáveis, que duram mais e poluem menos.

Postagens mais visitadas deste blog

DESENHO DE BONECAS-MENINAS-IMAGENS

DESENHO DE BONECAS-MENINAS-IMAGENS-





























































atores (delícias!)

CELEBRIDADES
Descamisados: atores (delícias!) tiram a camisa em nome de seus personagens no cinema
Rodrigo Santoro Claro que não poderia faltar uma beleza nacional, pois não só de tanquinhos gringos é feito o cinema. Rodrigo encantou a mulherada (e Cameron Diaz) no filme "As Panteras Detonando".

Kellan Lutz
Ele é mais que um rostinho bonito. É também um corpaço lindo. Essa outra delícia da saga "Crepúsculo" tira a camisa em cenas do longa épico "Imortais". E aguardem que vem mais por ai! Em 2014 ele será a estrela de "Hércules".











Justin Timberlake Com mais fama de bom moço do que de gostosão, no filme "Amizade Colorida" Justin mostra que pode arrancar mais que boas risadas de Mila Kunis. Com o torso bem definido, a gente não duvida!
















poemas-frases-pensamentos-Síndrome do Pânico

poemas-frases-pensamentos
Síndrome do Pânico

Vamos, não chores.
A infância está perdida.
A mocidade está perdida.
Mas a vida não se perdeu.

O primeiro amor passou.
O segundo amor passou.
O terceiro amor passou.
Mas o coração continua.

Perdeste o melhor amigo.
Não tentaste qualquer viagem.
Não possuis carro, navio, terra.
Mas tens um cão.

Algumas palavras duras,
em voz mansa, te golpearam.
Nunca, nunca cicatrizam.
Mas, e o humor?

A injustiça não se resolve.
À sombra do mundo errado
murmuraste um protesto tímido.
Mas virão outros.

Tudo somado, devias
precipitar-te, de vez, nas águas.
Estás nu na areia, no vento...
Dorme, meu filho.

Carlos Drummond de Andrade

(Via Geraldo Magno)