sexta-feira, agosto 15, 2014

seja feliz-auto estima-bem estar

Aprenda a colocar a vida no trilho e seja feliz ainda hoje

Adiar, enrolar, procrastinar... Você pode chamar do que quiser, mas a verdade é que todo mundo faz isso. Veja como deixar esse costume para trás!

Mulher feliz na praia

Quem nunca deixou para começar a ginástica ou e dieta na segunda-feira, apertou o botão soneca do despertador pelo menos uma vez de manhã ou viu a louça suja empilhar na pia à espera de um milagre para ser lavada? Todo mundo já fez isso uma vez na vida, mas a mania de deixar para amanhã o que poderia ser feito hoje parece que está no DNA do brasileiro: uma pesquisa feita com 4 mil homens e mulheres em 22 estados do país mostrou que 97,4% das pessoas adiam tarefas no dia a dia. 
 
"Isso é da nossa natureza, pois ninguém é um robô programado para fazer tudo na hora certa", fala Christian Barbosa, especialista em produtividade e CEO da empresa que conduziu o estudo. "Mas, quando você começa a deixar para depois o que não deveria - cuidar da saúde e do bem-estar, curtir os relacionamentos, realizar um sonho - o hábito passa a ser negativo", diz.
 

Confira as atividades mais adiadas pelos brasileiros...

Academia/atividade física: 68% 
Leitura/estudo: 64,2% 
Consulta ou tratamento médico: 52,7% 
Planejamento financeiro: 46,8%
 

...e aprenda a colocar a vida no trilho

Você está sobrecarregada mesmo ou não sabe usar seu tempo? Depois de descobrir, converse com o chefe ou a família, peça ajuda, delegue tarefas e adote ideias para organizar a agenda, como as seguintes: 
 
· "Crie um ritual prazeroso para a realização das atividades", sugere Christian Barbosa. "Pode ser ouvir música, acender um incenso, tomar um café, comer algo gostoso ou outra coisa que deixe o processo mais estimulante." 
 
· Bloqueie a agenda. Reservar 15 minutos no começo e no fim do dia para cuidar de você - ligar para a mãe ou para uma amiga, marcar médico, pagar contas - é um jeito de garantir que vai fazer isso. 
 
· Desconecte-se. Checar os e-mails enquanto caminha na esteira, abrir cada nova mensagem que entra na caixa postal, postar no Facebook a cada dez minutos... Esses vícios tiram o foco da tarefa principal, retardam a conclusão e deixam a sensação de serviço malfeito.