Pular para o conteúdo principal

AUTOESTIMA-OBESIDADE-OMBROS CAÍDOS-TPM.....

SINAIS DO CORPO QUE INDICAM BAIXA AUTOESTIMA


Gordura localizada, ombros caídos e mais sugerem falta de amor-próprio

OBESIDADE

Quando a pessoa começa a engordar, ela mostra que está mantendo atitudes infantis, tais como carência afetiva, dependência do outro, necessidade de aprovação constante, além de ter enorme dificuldade em perdoar e em tomar decisões que a favoreçam - já que tem muito medo de ser abandonada ou rejeitada. Nem sempre isso é percebido com clareza, pois muitos obesos ou pessoas com sobrepeso são ativas têm uma vida profissional interessante e estão em relacionamentos amorosos sólidos. Por isso que, para voltar a emagrecer, antes de fazer regime, a pessoa precisa aprender a ser mais independentemente emocionalmente, parando de controlar os outros e diminuindo as expectativas sobre eles.

PAPEIRA

Quem possui um papo grande embaixo do queixo está mostrando que é muito inseguro e crítico com as pessoas, ao mesmo tempo em que vive "engolindo sapos". Esta pessoa tem muito medo de ser julgada e fica irada quando isso acontece. Portanto, para se livrar disso, é necessário ser mais flexível e diplomática, aceitar as diferenças com tolerância e evitar ao máximo falar mal dos outros, sem que haja uma justificativa plausível para isso.

GORDURA DEBAIXO DOS BRAÇOS

Este costuma ser um problema comum em mulheres e, por mais que façam exercícios, o músculo do "tchau" continua lá a apavorá-las. Toda gordura que sobra no corpo revela que existe uma grande quantidade de energia vital que não está sendo bem utilizada. Como os braços simbolizam nosso trabalho e conquistas, uma pessoa com gordura excedente nesta região certamente não está de todo satisfeita com sua vida profissional ou amorosa. Provavelmente porque não faz o que gosta ou porque alguém a limita de alguma maneira. Quem também vive cuidando dos outros e esquecendo de si mesmo pode igualmente ter braços flácidos. Para resolver o problema, é importante se tornar mais ativo e engajado, não desistindo de seus sonhos e tendo mais 

BARRIGA

Ter uma barriga chapada é o sonho das pessoas que se exercitam, na busca pela autoestima perdida. Porém, quantos não fazem de tudo e, mesmo ficando magros, notam que a barriguinha continua lá? Pois bem, a barriga - tal como o ditado diz "empurrar a vida com a barriga" - representa pessoas que estão evitando tomar grandes decisões, como sair de um emprego ou relacionamento ruim. São pessoas que estão vendo a vida passar, sem participarem dela. São aqueles indivíduos que deixaram de fazer as coisas com criatividade e alegria e que, provavelmente, estão insatisfeitos na vida sexual. Para ficar com a barriga enxuta é necessário sair da acomodação, assumindo a responsabilidade pela própria vida, indo atrás do que quer, sem pedir permissão.

CULOTE

Mulheres com culote grande são aquelas que sentem os homens ausentes em suas vidas. Mesmo que o pai, o irmão, o marido ou o namorado estejam lá, ao lado dela, a pessoa nutre expectativas que são frustradas pelo outro, e a tendência é que a gordura se acumule nesta região. Assim, ela terá que perdoar os homens, parando de criticá-los e de exigir deles um monte de coisas. Ela terá que aprender a ser autossuficiente, compreendendo que não temos como mudar as pessoas, porém, podemos escolher com quem ficaremos.

TPM

Ao contrário do que a maioria pensa, a TPM não é algo incontrolável ou inevitável. Trata-se, na verdade, da revelação do que a mulher realmente sente ou pensa, sendo expressos nesta época devido à oscilação hormonal. Ou seja, se a mulher passa o mês com tranquilidade, sem guardar ressentimentos ou problemas mal resolvidos, a tendência é que a TPM não se manifeste. Porém, se ela acumular um monte de tensões, com certeza neste período todas elas virão à tona com força. Portanto, a melhor dica aqui é ser muito resolutiva, vivendo o presente e perdoando os erros (seus e dos outros) na hora em que ocorrerem, tomando as decisões necessárias, ao invés de manter mágoas que só nos paralisam.

OMBROS CAÍDOS

Esta região do corpo mostra nossa coragem e confiança. Então, se os ombros estão caídos, a pessoa em questão se sente oprimida pelos problemas e acontecimentos da vida, ao ponto de não conseguir levantar os ombros, encarando os desafios. Pode também mostrar alguém que assumiu um monte de responsabilidades - principalmente as alheias - e agora não sabe como se libertar. Aqui é essencial que a pessoa aprenda a falar não e deixe de lado o medo do desconhecido


Postagens mais visitadas deste blog

DESENHO DE BONECAS-MENINAS-IMAGENS

DESENHO DE BONECAS-MENINAS-IMAGENS-





























































atores (delícias!)

CELEBRIDADES
Descamisados: atores (delícias!) tiram a camisa em nome de seus personagens no cinema
Rodrigo Santoro Claro que não poderia faltar uma beleza nacional, pois não só de tanquinhos gringos é feito o cinema. Rodrigo encantou a mulherada (e Cameron Diaz) no filme "As Panteras Detonando".

Kellan Lutz
Ele é mais que um rostinho bonito. É também um corpaço lindo. Essa outra delícia da saga "Crepúsculo" tira a camisa em cenas do longa épico "Imortais". E aguardem que vem mais por ai! Em 2014 ele será a estrela de "Hércules".











Justin Timberlake Com mais fama de bom moço do que de gostosão, no filme "Amizade Colorida" Justin mostra que pode arrancar mais que boas risadas de Mila Kunis. Com o torso bem definido, a gente não duvida!
















poemas-frases-pensamentos-Síndrome do Pânico

poemas-frases-pensamentos
Síndrome do Pânico

Vamos, não chores.
A infância está perdida.
A mocidade está perdida.
Mas a vida não se perdeu.

O primeiro amor passou.
O segundo amor passou.
O terceiro amor passou.
Mas o coração continua.

Perdeste o melhor amigo.
Não tentaste qualquer viagem.
Não possuis carro, navio, terra.
Mas tens um cão.

Algumas palavras duras,
em voz mansa, te golpearam.
Nunca, nunca cicatrizam.
Mas, e o humor?

A injustiça não se resolve.
À sombra do mundo errado
murmuraste um protesto tímido.
Mas virão outros.

Tudo somado, devias
precipitar-te, de vez, nas águas.
Estás nu na areia, no vento...
Dorme, meu filho.

Carlos Drummond de Andrade

(Via Geraldo Magno)