sábado, novembro 09, 2013

meditação e o ioga-bem estar-auto ajuda

A meditação e o ioga

Saiba mais sobre as técnicas que ajudam você a se conhecer melhor

Como meditar
Saiba como meditar e fazer ioga
Ao contrário do que muitos pensam, meditar não é apenas se sentar, fechar os olhos e não fazer nada. É uma técnica que nos ajuda a atingir estados de consciências diversas e a nos conhecermos por inteiro.

Por que a meditação é importante?
Você não acha fácil aconselhar um amigo com problemas? Por não estar envolvido emocionalmente, é possível conseguir uma visão panorâmica da situação, perceber falhas e possibilidades que a pessoa não enxerga. "Ao meditar, podemos olhar de longe a paisagem de nossa vida e encarar os desafios que ela nos propõe com isenção de ânimos, sem deixar que o emocional nuble nossa percepção", diz Anderson Allegro, biólogo e professor de ioga, meditação e chakras. Dessa maneira, conseguimos soluções para nossos problemas mais facilmente. "A meditação cria as condições para termos essa percepção", diz Anderson.

Como meditar?
Para quem quer meditar, o ideal é começar observando a respiração e os pensamentos, diariamente.  Vale também criar o hábito de treinar a mente: foque-a sempre em algo, evitando assim a divagação ou distração. "Não que não possa se distrair. Mas é preciso praticar a concentração de forma consciente porque distração e divagação já fazemos naturalmente todos os dias", conta Shinichi Kubo, professor de ioga.

Para meditar, não é necessário ficar sentado - a técnica pode ser praticada em qualquer lugar e em qualquer posição, exceto na deitada. Tente fazer enquanto caminha, estuda, trabalha... Veja como:

1. Sente-se de pernas cruzadas e com a coluna ereta.  Se isso não for confortável, use uma almofada. Você pode utilizar também uma cadeira.

2. Tome consciência da sua respiração. Sinta o ar que entra e o que sai dos pulmões.

3. Não modifique ou altere a respiração.  Deixe que ela aconteça naturalmente sem interferência da sua parte.

4
. Permaneça atenta e observando, de olhos fechados ou abertos. É importante, porém, ficar consciente do seu processo respiratório.

5. Se os pensamentos lhe distraírem, assim que perceber, volte a prestar atenção na respiração.

6. Permaneça por 15 minutos. No começo, vai demorar a passar. Depois você se acostuma e vai aumentando o tempo.

7. Comece a mover lentamente as mãos, o pescoço e o corpo todo, sentindo cada parte, ainda prestando atenção na respiração.