sexta-feira, outubro 25, 2013

sonhos -Por que sonhamos?-bem estar

Descubra como os sonhos acontecem


Durante o sono, tudo pode acontecer na nossa cabeça!


Embora os sonhos sejam um mistério até mesmo para os médicos que estudam o assunto, é comum dizer que eles são expressões desorganizadas do nosso cérebro. Os sonhos podem retratar fatos do nosso dia a dia, dúvidas, estados de espírito e desejos, tudo de forma misturada e bagunçada. Quem nunca teve sonhos sem nenhum sentido? Se você tiver ido à escola, fofocado com as amigas, brigado com seu irmão e esquecido a lição de casa, tudo isso pode acontecer no mesmo sonho, ainda que não exista nenhuma relação entre os fatos. Complexo, né?

Por que sonhamos?
Acontece assim: enquanto estamos dormindo, passamos por cinco fases do sono. Na passagem de uma fase para a outra, nosso sono fi ca cada vez mais pesado. A última etapa é chamada de REM (em inglês, Rapid Eye Moviment, ou “Movimento Rápido dos Olhos”) e é bem profunda. Ela tem esse nome porque nossos olhos se movimentam bem rápido por debaixo das pálpebras, graças à grande atividade cerebral. Nosso cérebro, totalmente relaxado, se desliga do mundo externo e começa a reproduzir os acontecimentos do dia, memórias e sentimentos. Ele também joga fora informações inúteis que acumulamos enquanto estamos acordados. Assim começa o sonho: é como se o cérebro estivesse “arrumando a casa”.
A importância dos sonhos
A função dos sonhos ainda é motivo de discussão, mas os neurologistas e psicólogos já levantaram algumas hipóteses. Os sonhos seriam importantes para firmar memórias, exercitar a criatividade, organizar o que vivemos e também testar experiências sem termos de agir de verdade. Além disso, sonhar é uma delícia! Nosso cérebro pode recriar histórias sem se preocupar com os limites de tempo e espaço. Podemos fazer coisas impossíveis, como voar ou viajar no tempo (e ter a sensação de que é real!). Todo mundo já acordou mais feliz depois de um sonho bacana, né? E o contrário também é válido: um pesadelo pode deixar a gente triste e com medo.
Ué, esqueci!
Sonhamos cerca de 20% a 25% do tempo que dormimos. Isso significa que, se dormirmos 8 horas por noite, dá tempo de sonhar umas 4 ou 5 vezes. Durante esse período, é bem difícil fixar as lembranças desses sonhos. Só dá para lembrar com mais precisão quando acordamos no meio do sonho ou logo após ele terminar. Por isso, o mais comum é só nos lembrarmos de alguns pedacinhos do sonho. Mas não se engane: todo mundo sonha, todos os dias! É que algumas pessoas conseguem se recordar de mais detalhes e outras, de quase nada. Além disso, é mais fácil se lembrar de sonhos com alguma carga emocional, seja positiva ou negativa.