terça-feira, julho 09, 2013

SAÚDE











 Seja Bem-vindo
                                      Suor na Medida - Hiperidrose
Não existem fórmulas secretas quando o assunto é o tratamento para o suor excessivo.
Cada caso deve ser avaliado individualmente pelo especialista, que levará em conta se
o quadro é primário ou secundário, as partes do corpo acometidas e a frequência
que o suor se manifesta. Outros fatores importantes são: o quanto afeta a qualidade
de vida do paciente, bem como o histórico familiar e estado geral de saúde do paciente.

As indicações variam entre tratamentos menos invasivos – como medicamentos tópicos,
ou via oral que inibem a ação da glândula, aplicações de Toxina Botulínica (método que
bloqueia o estímulo das glândulas sudoríparas) - ou mais invasivos, cirúrgicos (remoção
das glândulas e, intervenção do nervo da cadeia simpática).

Conheça as opções:

Antitranspirantes: geralmente consistem o primeiro recurso utilizado para reduzir o suor.
As indicações podem variar entre fórmulas manipuladas ou fabricadas com diferentes
ativos, principalmente os sais de alumínio. São opções seguras e facilmente disponíveis.

Aplicações de Toxina Botulínica: administradas em consultório médico, as injeções da
toxina botulínica aliviam os sintomas da hiperidrose, bloqueando o estímulo as glândulas
sudoríparas, consequentemente minimizando a produção de suor, por períodos de até
12 meses, em média 8 meses. Consiste de um dos métodos mais indicados, seguro
principalmente para aqueles que não querem se submeter à uma cirurgia ou quando
a hiperidrose está localizada ou incomoda mais em uma área específica.

Iontoforese: trata-se de um dispositivo minimamente invasivo que emite uma corrente
eletromagnética de baixa intensidade. Aplicada sob a pele em locais específicos,
combate o suor.

Simpatectomia: consiste em um processo cirúrgico em que o nervo responsável por
transmitir os estímulos para secreção do suor é cortado. É um procedimentos com boas
taxas de sucesso. O principal efeito colateral da cirurgia é o surgimento do suor
compensatório, ou seja, manifestações de sudorese em outras partes do corpo.

Aspiração das glândulas:em casos de hiperidrose axilar, na qual as glândulas
sudoríparas são aspiradas através de pequenas cânulas, sendo necessário uso
de anestesia local.

Converse com o seu médico, ele poderá indicar a melhor opção e esclarecer suas
dúvidas a respeitos dos tratamentos disponíveis.