domingo, julho 07, 2013

MEDICINA ALTERNATIVA





Matéria: Ciência e Meditação em Sintonia
 Uma matéria muito interessante sobre a Ciência e a Meditação, e abaixo cito alguns pontos em que oReiki é mencionado, dentro do contexto da medicina integrativa .
Ciência e Meditação em Sintonia
Esqueça aquele jeito antigo de tratar a meditação. Nada de defini-la como uma prática “alternativa”- isso é um conceito ultrapassado. Hoje, ela tem o respeito da ciência e frequenta hospitais, classificadas agora como uma técnica complementar ou integrativa, parceira valiosa para o tratamento médico em várias áreas da saúde…
Meditar não é tentar esvaziar a mente”, diz Elisa Kozasa, e explica: “Meditação exige dedicação. Na prática de Mindfulness você é o observador, atento às imagens que aparecem na mente, sem se apegar ou distrair com elas.Isso ajuda a reconhecer seus padrões de pensamento. Refletir sobre essas imagens é uma segunda etapa, que pode conduzir ao aperfeiçoamento pessoa;”, diz a pesquisadora, um das pioneiras nas pesquisas sobre os efeitos de práticas contemplativas, em que se incluem técnicas oriundas de sistemas tradicionais, como a medicina chinesa e a indiana, acupuntura, reiki, ioga, massagens energéticas, relaxamento, entre outras, que trabalham a energia do nosso corpo, estimulando uma reação aos sintomas das doenças.”
A medicina integrativa surgiu nos Estados Unidos na década de 1970. Faz uso de todo tipo de terapia consagrada cientificamente, seja ela convencional ou complementar, unindo os conhecimentos da medicina tradicional oriental, com sua abordagem holística, e a ocidental, apoiada na produção científica e na tecnologia. Essa terapêutica aborda de forma integral o processo de cura, envolvendo mente, corpo e espírito. Acupuntura, reiki, ioga, meditação, orientação nutricional harmonizam a energia do nosso corpo, estimulando uma reação aos sintomas das doenças. As práticas meditativas são usadas como coadjuvantes no tratamento.”