Pular para o conteúdo principal

Perfumes: tem novidade para todos os gostos e ocasiões




 Nina L´Eau Eau Fraîche, Nina Ricci, 139 reais (30 ml).
O frescor do neroli e a suavidade da flor de maçã se misturam, formando uma fragrância sensual, porém leve.         

 Catch Me, Cacharel,
Com notas picantes, da mandarina italiana, e sedutoras, como as de flor de laranjeira, a fragrância é indicada para noites especiais.

Pour Femme, Dolce & Gabbana,
Sensual sem ser enjoativo, o novo perfume da grife imprime a personalidade passional da mulher Dolce & Gabbana. Para isso, reúne notas de framboesa, tangerina, jasmim, marshmallow e baunilha.
 La Vie Est Belle, Lancôme, 
Com o sorriso aberto da atriz Julia Roberts como marca registrada, esta fragrância oriental (sim, é suavemente adocicada) leva íris, flor de laranjeira e jasmim para celebrar a vida e a felicidade.












NACIONAIS



Postagens mais visitadas deste blog

DESENHO DE BONECAS-MENINAS-IMAGENS

DESENHO DE BONECAS-MENINAS-IMAGENS-





























































atores (delícias!)

CELEBRIDADES
Descamisados: atores (delícias!) tiram a camisa em nome de seus personagens no cinema
Rodrigo Santoro Claro que não poderia faltar uma beleza nacional, pois não só de tanquinhos gringos é feito o cinema. Rodrigo encantou a mulherada (e Cameron Diaz) no filme "As Panteras Detonando".

Kellan Lutz
Ele é mais que um rostinho bonito. É também um corpaço lindo. Essa outra delícia da saga "Crepúsculo" tira a camisa em cenas do longa épico "Imortais". E aguardem que vem mais por ai! Em 2014 ele será a estrela de "Hércules".











Justin Timberlake Com mais fama de bom moço do que de gostosão, no filme "Amizade Colorida" Justin mostra que pode arrancar mais que boas risadas de Mila Kunis. Com o torso bem definido, a gente não duvida!
















poemas-frases-pensamentos-Síndrome do Pânico

poemas-frases-pensamentos
Síndrome do Pânico

Vamos, não chores.
A infância está perdida.
A mocidade está perdida.
Mas a vida não se perdeu.

O primeiro amor passou.
O segundo amor passou.
O terceiro amor passou.
Mas o coração continua.

Perdeste o melhor amigo.
Não tentaste qualquer viagem.
Não possuis carro, navio, terra.
Mas tens um cão.

Algumas palavras duras,
em voz mansa, te golpearam.
Nunca, nunca cicatrizam.
Mas, e o humor?

A injustiça não se resolve.
À sombra do mundo errado
murmuraste um protesto tímido.
Mas virão outros.

Tudo somado, devias
precipitar-te, de vez, nas águas.
Estás nu na areia, no vento...
Dorme, meu filho.

Carlos Drummond de Andrade

(Via Geraldo Magno)